Quatro dicas para lidar com a enxaqueca

27/09/2016

 

A enxaqueca é muito mais do que dor de cabeça, enjoo, aversão à claridade, tonturas ou visão ruim. Ela é uma doença crônica (que não tem data pra começar ou terminar) e é resultado de um desiquilíbrio químico do cérebro. Nesse caso, envolve hormônios e substâncias denominadas peptídeos. Resulta, por sua vez, de uma série de outros desequilíbrios neuroquímicos (envolvendo substâncias denominadas neurotransmissores) e hormonais. Isso tudo ocorre em decorrência do estilo de vida e hábitos do portador da doença enxaqueca, e também de uma predisposição genética.

A dor de cabeça é quase sempre o sintoma mais dramático da enxaqueca. No entanto, a série de sintomas que podem ir muito além disso. Por sinal, existem casos de crises de enxaqueca com pouca dor de cabeça ou até mesmo sem dor de cabeça. É muito relativo

Na prática, a enxaqueca é uma doença crônica que costuma envolver uma dor de cabeça geralmente moderada a intensa, porém podendo ser leve ou até inexistente. E a duração de uma crise de enxaqueca é, geralmente, de 4 horas a 3 dias, seguida de um período variável sem nenhuma dor de cabeça. Os principais sintomas da enxaqueca são: aversão à claridade, hipersensibilidade ao barulho, tonturas, visão embaçada, alterações ao humor, enjoo (vômitos), distúrbios de memória e concentração e alterações de pressão.

 

Confira quatro dicas extremamente úteis para lidar com a enxaqueca:

Exercícios: uma vida sedentária torna a pessoa mais suscetível ao aparecimento das enxaquecas. Portanto, pratique atividades físicas regulares. Algumas técnicas de relaxamento também podem ajudar.

 

Sono: ficar parado faz mal, mas não descansar também. Priorize sempre a saúde, mantendo uma rotina de sono adequada. A exaustão faz mal de muitas formas, e causar enxaqueca pode ser uma delas.

 

Controle o stress: muitas vezes as pessoas são acometidas por enxaqueca devido a alterações emocionais. Se você tem ficado muito nervoso (a) ou depressivo (a), procure cuidar desses sintomas, é muito provável que eles estejam causando as crises de enxaqueca.

 

Luz artificial: evite ficar muito tempo em ambientes iluminados artificialmente ou à frente de telas de TV, celulares e principalmente computadores. Isso pode favorecer o aparecimento ou mesmo agravar os sintomas da enxaqueca.

Posted in Blog